UNITAU divulga 4º chamada de Medicina do Vestibular de Verão 2019

A Universidade de Taubaté (UNITAU) divulga a quarta chamada de Medicina do Vestibular de verão 2019.
Confira os aprovados aqui.
Data da Matrícula: 05/02/2019
Horário: das 9h às 18h
Local: Central do aluno – Rua  Barão da Pedra Negra  número 162 Centro, Taubaté – SP.
ACOM/UNITAU
O post UNITAU divulga 4º chamada de Medicina do Vestibular de Verão 2019 apareceu primeiro em UNITAU.

Link: UNITAU divulga 4º chamada de Medicina do Vestibular de Verão 2019
Fonte: Unitau Notícias

Pesquisa em foco

Para fortalecer a pesquisa e ampliar o acesso dos professores às atividades de pesquisa na Universidade de Taubaté (UNITAU), a Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação (PRPPG) divulgou um edital para atribuição de horas atividade voltado para professores doutores.
“O edital busca ampliar o acesso docente para desenvolver atividades de pesquisa, desde que esse professor atenda a critérios determinados pela deliberação, como, por exemplo, orientação de alunos e publicação de artigos”, comenta a Profa. Dra. Sheila Cortelli, Pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação.
A proposta busca fortalecer os grupos de pesquisa da Universidade, além de oferecer aos doutores recém-titulados a oportunidade de integrar as atividades da PRPPG. “Queremos ampliar o acesso dos jovens pesquisadores. Esse edital pode ajudar aquele professor que tem intenção de trabalhar na pós-graduação a se preparar e a construir o currículo”, afirma a profa. Sheila.
O resultado será divulgado no dia15 de fevereiro, no site da UNITAU.
ACOM/UNITAU
Foto: Acervo/UNITAU
O post Pesquisa em foco apareceu primeiro em UNITAU.

Link: Pesquisa em foco
Fonte: Unitau Notícias

Novidades na Extensão

Formação em Dieta low-carb, Bem-estar e proteção animal, Gestão de varejo 4.0. Essas são algumas opções dos novos cursos de Extensão da Universidade de Taubaté (UNITAU).
Para este semestre, são 12 modalidades oferecidas nas áreas de educação, comunicação e marketing, saúde, bem-estar, esporte, maturidade, inovação e negócios. Confira todos os cursos aqui.
“Procuramos identificar as necessidades de formação e de atualização do mercado e oferecer os cursos de acordo com essa demanda”, afirma a Pró-reitora de Extensão, Profa. Dra. Leticia Maria P. da Costa.
Com curta duração e preços acessíveis, a nova configuração dos cursos busca atingir o público que deseja uma formação rápida, mas sem deixar a qualidade de lado.
 
Projetos de extensão
Com o objetivo de permitir a todos os professores da universidade as mesmas chances de participação em projetos de extensão, a PREX fez uma chamada, via edital, e selecionou 24 propostas das 36 enviadas.
A avalição das propostas, realizada por uma comissão formada por professores das áreas de Exatas, de Humanas e de Biociências, seguiu uma série de critérios, também divulgados no edital, que valorizaram o que está contemplado na Política Nacional de Extensão.
Entre os 24 aprovados, estão projetos já existentes e novas propostas, sendo um forte indicativo da necessidade do atendimento de novas demandas.
“A comissão teve um cuidado grande em diferenciar, dentre as propostas, o que realmente é extensão, o que é prestação de serviços, o que é projeto de recursos humanos e o que são ações de captação de alunos”, explica a pró-reitora.
Ela cita como exemplo, o Museu Didático do Corpo Humano. “É uma atividade muito importante, mas que, pelo escopo das diretrizes da extensão universitária, caracteriza-se como uma ação de captação de alunos, não como uma atividade extensionista. Dessa forma, ele deixa de fazer parte dos projetos de extensão, mas será absorvido pelo setor correspondente”, diz.
ACOM/UNITAU
Foto: Leonardo Oliveira/ACOM
O post Novidades na Extensão apareceu primeiro em UNITAU.

Link: Novidades na Extensão
Fonte: Unitau Notícias

A importância de se manter motivado e atualizado

Começamos mais um novo ano. É dada a nós mais uma oportunidade de realizar, de melhorar e de alcançar nossos objetivos.
Aqui, na Universidade, as semanas que antecedem a volta às aulas são dedicadas ao nosso professor. Para os diretores tivemos um workshop de Alta Performance, ministrado pela psicóloga e coach Mariana Marco.
Mariana, que foi nossa aluna de Psicologia, nos colocou para dançar (literalmente) e interagir com nossos colegas, mas também trouxe reflexões sobre aspectos profissionais e pessoais. O que precisamos fazer para alcançar o que queremos ser? O que nos impede? O que nos motiva?
Na semana seguinte, de 4 a 8 de fevereiro, teremos mais uma edição do Profoco. Metodologias ativas, cultura digital e planejamento visual são alguns dos temas que tem como objetivo ajudar o professor a melhorar suas aulas. Outro enfoque será a análise da evasão em cursos de graduação presencial e a distância. A programação pode ser acessada aqui.
Vocês devem ter percebido que as atribuições de aula estão acontecendo mais tarde neste ano. Isso porque identificamos que os novos alunos estão decidindo o ingresso no primeiro semestre de forma tardia, muitas vezes quando as aulas já começaram. Isso implica diretamente em nosso planejamento.
Essa mudança não acontece só em nossa Universidade, mas é um comportamento percebido em diversas instituições de Ensino Superior, como mostra esse artigo do Semesp.
O artigo aponta uma série de hipóteses para essa mudança de comportamento, como o ingresso via ENEM ou o aumento de números de cursos de graduação no país.
A crise no Ensino Superior, que teve início em 2015 e culminou com a queda de financiamentos do FIES, ainda é um obstáculo a ser vencido.
Trazer nossos professores para esse debate e pensar em soluções de forma conjunta é parte do trabalho da Pró-reitoria de Graduação, bem como contribuir com melhores práticas para continuar com o ensino de qualidade que é tradição em nossa UNITAU.
Um excelente 2019 para todos!
Profa. Ma. Angela Popovic Berbare, Pró-reitora de Graduação
Foto: Mayra Salles/ACOM
O post A importância de se manter motivado e atualizado apareceu primeiro em UNITAU.

Link: A importância de se manter motivado e atualizado
Fonte: Unitau Notícias

Professora cega atua para trazer mais inclusão à educação

Em 2017, Luciane Maria Molina Barbosa passou a fazer parte do time de docentes da Universidade de Taubaté (UNITAU). Tutora de 13 cursos de licenciatura na modalidade EAD, Luciane é a primeira professora com deficiência visual da Instituição.
A professora Luciane nasceu com baixa visão e foi alfabetizada usando recurso de letras ampliadas, até que, aos 13 anos, sua visão piorou e ela precisou aprender pelo sistema Braille. Na época, a família teve muitas dificuldades para achar professores atuantes na área de educação inclusiva. Após muita procura, encontraram uma professora, a única da região, que a ajudou a completar os estudos.
Formada em Pedagogia pela Organização Guará de Ensino (OGE), fez vários cursos de especialização em educação especial e inclusiva e, em 2002, começou a dar aulas de Braille para adultos cegos.
Em 2007, passou a trabalhar com educação a distância e com formação de professores no ramo de educação especial, usando ambientes virtuais de aprendizagem, como o Moodle. Além disso, a professora Luciane também é Braillista, ou seja, tem conhecimento técnico sobre as várias aplicações do sistema Braille e sobre transcrição de textos, além de trabalhar como consultora em áudio-descrição, um serviço de tecnologia assistiva que narra situações imagéticas para pessoas com deficiência visual.
Além da atuação na área de educação, a professora foi presidente do Conselho Municipal de Pessoa com Deficiência de Caraguatatuba e integrou a equipe técnica da Secretaria Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência e do Idoso desse mesmo município de 2014 até 2016.
Hoje, Luciane é aluna do programa de Pós-Graduação em Educação e Desenvolvimento Humano da UNITAU. Em fevereiro, ela finaliza o mestrado e sua dissertação é sobre educação inclusiva.
Segundo a professora, a educação a escolheu, porque ela percebeu que muitas pessoas deficientes visuais não tinham a oportunidade de aprendizado pela falta de professores com especialização na área. “Foi pensando em ampliar essas oportunidades para outras pessoas que, assim como eu, necessitam de um ensino mais especializado, de alguém que investisse na educação inclusiva, que eu busquei incansavelmente adentrar à área da educação e poder levar acolhimento, acessibilidade e oportunidades para todos,” conta ela.
Quando entrou no Ensino Superior, no início dos anos 2000, Luciane relembra que a falta de tecnologia disponível era um obstáculo. Ela só conseguiu frequentar o curso com a ajuda da mãe. “Mesmo formada em educação artística e estar lecionando há quase 20 anos naquela época, ela se matriculou no curso e me acompanhou em todos os dias de aula. Ela ditava a matéria do quadro para que eu escrevesse em Braille e era minha escriba nas provas bimestrais. Também gravava em áudio os livros e apostilas”, conta. Além da mãe, Luciane também tinha colegas de curso que a ajudavam com suporte necessário nas disciplinas.
Hoje em dia, Luciane é independente para a maioria das coisas, graças à evolução da tecnologia de acessibilidade. Com aplicativos que, por meio da áudio-descrição, permitem o reconhecimento de cédulas, cores, leitura de textos impressos, conversão de texto em voz, descrição de cenas e rostos, a professora conquistou independência. “Os aplicativos para celular surgiram no meu percurso em 2011, quando peguei na mão um tablet de uma tia paterna com o recurso de acessibilidade ativado. Senti que os meus dedos poderiam enxergar tudo o que eu quisesse,” disse.
Além da presença fundamental da tecnologia no dia a dia, a professora disse que a parceria de colegas e familiares também a ajuda muito a ultrapassar as barreiras de acessibilidade do cotidiano.
Bárbara Tolomio
ACOM/UNITAU
Foto: Arquivo pessoal
O post Professora cega atua para trazer mais inclusão à educação apareceu primeiro em UNITAU.

Link: Professora cega atua para trazer mais inclusão à educação
Fonte: Unitau Notícias